19/07/2011

Outras Modalidades - Basquetebol feminino recebido em festa - RTP Desporto, Vídeo

Basquetebol feminino recebido em festa - RTP Desporto, Vídeo

18/07/2011

PORTUGAL DE PRATA - MICHELLE DE OURO

Final inédita para Portugal, embora as duas equipas já se tinham encontrado na fase preliminar do Europeu, na qual Portugal saiu derrotado 50-67. A Suécia foi a equipa mais forte da competição, o que já se esperava desde que venceram á dois anos o Europeu no escalão inferior.
Nesta final, o jogo foi bem diferente, sempre bem disputado com Portugal a conseguir reduzir o ascendente da Suécia. Com Farhiyda Abdi, 21 pontos 5 ressaltos revelava-se de um nivél superior desta competição, e a grande obreira e responsavel da vitória da Suécia.
Portugal a jogar de uma forma muito consistente, e a discutir de igual para igual contra a forte Suécia. Nos parametros estatisticos, a grande diferença foi a quantidade de perdas de bola 16 contra 9, e um menor acerto na linha de 3, Portugal apenas marcou 1 triplo em 11 tentados, enquanto a Suécia concretizou 9 em 27 tentados.
Com 25-29 favorável ás Suecas, Portugal não conseguia reduzir a diferença, e algum cansaço acumulado das grandes etapas dos dias anteriores.

No desfecho do ultimo quarto, Portugal a 1,52 do final, não consegue marcar mais pontos,e a Suécia mais fresca mata o jogo e fecha com 64-55.
Maria andrade foi a melhor com 15 pontos, e Michelle com 9 ressaltos foi a melhor das lusas nos ressaltos.


PARCIAIS:

14-14; 11-15; 13-16; 17-19.


PORTUGAL 55

Daniela Domingues 10; Joana Cruz; Inês Faustino 3; Michelle Brandao 12; Filipa Bernardeco; Carsidália Silva; Maria Correia 8; Ana Antunes; Maria Andrade 15; Luiana Livulo 7; Sara Oliveira; Telma Fernandes.

SUÉCIA 64

Jennifer Kücükkaya 6; Julia Tornberg 3; Ida Aasa; Tanya Massamba 4; Cleopatra Forsman-Goga 8; Salome Kabengano 2; Binta Drammeh 6; Sandra Hasahya 3; Frida Fogdemark 11; Farhiya Abdi 21; Julia Vestin; Haiett Neffati.

Classificação Final

1º SUÉCIA
2º PORTUGAL
3º GRÉCIA
4º REPUBLICA CHECA
5º ISRAEL
6º HUNGRIA
7º BÉLGICA
8º BULGÁRIA
9º ESTÓNIA
10º MACEDÓNIA
11º AUSTRIA

Michelle Brandão foi eleita uma das bases para o Cinco Ideal do Europeu, juntamente com Cleopatra Forsman-Goga, e Farhiya Abdi, ambas da Suécia, Lenka Bartáková da Republica Checa, e a fechar a equipa maravilha do Europeu Artémis Spanou da Grécia, que acumulou o prémio de MVP do Europeu.


16/07/2011

Na final do Europeu, e no topo da Europa

Um verdadeiro vendaval de basquetebol, foi o que se assistiu na Macedónia, com a Selecção Nacional a fazer história, garantindo um lugar na 1ª Final na história dos Europeus, e a subida à divisão A.
Qualquer coisa de fenomenal para estas jogadoras que já tinham ameaçado, que não estavam nestas coisas para fazer turismo, mas sim porque as medalhas eram para trazer para Portugal.
Depois de um 1º periodo algo perturbado para as nossas cores, Portugal precisou do intervalo dos periodos para retificar as coisas, e deixar que a ansiedade tomasse conta das jogadoras. Com 24-14 favoravel á Republica Checa, era o momento do tudo ou nada, para alimentar a esperança da presença da final.
Num 2º periodo diabólico, Portugal fez com que as Checas marcassem 3 pontos, o que repôs a verdade do jogo, chegando ao intervalo a vencer pela margem minima 27-28.
Segunda metade imprópria para cardiacos, até mesmo os que deste lado acompanhavam o jogo pelo play by play da FIBA, tal era o equilibrio até ao apito final.
O trio das Checas, Lenka Bartáková; Petra Záplatová, e Adéla Filarová, (16,15, e 12) pontos marcados repectivamente, davam muitas dores de cabeça ás portuguesas, mas do nosso lado o espirito de grupo e de entrega ás tarefas defensivas, superou as dificuldades, com uma Maria Correia com 21 pontos marcados a ser uma grande valia para a equipa.
Privados de Luiana e Telma excluidas com 5 faltas, que muito trabalharam na area pintada durante todoo jogo, Portugal, dominou a luta dos ressaltos (32-44), para grande admiração das Checas, que não esperavam tal diferença.
Depois de Portugal manter uma vantagem sempre minima no resultado, essa vantagem foi anulada, quando a 38 segundos do final as Checas empatavam o jogo a 58 pontos.
Trememos, mas não caímos, e Michelle aproveita bem, 2 lances livres depois de uma falta das checas, e mais 1 lance livre de Daniela, com resposta de um lançamento de dois pontos das Checas, jogávamos a última posse de bola, com Maria João por fim ao resultado, com um lançamento de dois pontos convertido a 9 segundos do final, e a fazer explodir de alegria imensa, numa grande celebração de uma equipa que tudo fez para merecer este grande feito, que marca a história do basquetebol feminino. A garantia de uma medalha, jogar uma Final do Europeu, e a subida á Divisão A.

Muitos parabéns a todas as jogadoras, até mesmo as que não chegaram a este Europeu, assim como Treinadores, e os demais responsáveis.
Que este enorme e grande feito, não caia em saco rôto, e em tempos de austoridade, faça, mudar de opinião, muitos teimosos da Elite do Basquetebol Nacional, em não reconhecer a competência de quem trabalha no Basquetebol Feminino em Portugal.

PORTUGAL 63

Daniela Domingues 3; Joana Cruz; Inês Faustino 4; Michelle Brandao 13; Filipa Bernardeco; Carsidália Silva; Maria Correia 21; Ana Antunes; Maria Andrade 14; Luiana Livulo 2; Sara Oliveira; Telma Fernandes 6.


REPUBLICA CHECA 60

Alena Hanusová 8; Marketa Kleckova; Karolína Elhotová; Lenka Bartáková 16; Petra Záplatová 15; Adéla Filarová 12; Barbora Kaspárková 3; Michaela Muchová 1; Tereza Matulkova; Hana Smídková; Barbora Vechtova; Andrea Sládková 5.

15/07/2011

Portugal vence Israel e está nas 1/2 Finais do Europeu de Sub-20

Equilibrio foi a nota dominante, neste jogo de quartos de final. Impróprio para cardíacos Portugal depois duma 1ª parte equilibrada, começava a querer mandar no jogo, passando para a frente do marcador no 3º periodo depois de uma maior eficácia defensiva, obrigando Israel a cometer mais erros, embora não deixasse fugir Portugal no jogo.
Ainda não tinha terminado o 3º periodo, Daniela Domingues que estava imparavél, já facturava um duplo-duplo. Por parte de Israel Hadar Gutin, a melhor jogadora de Israel criava muitas dificuldades ás portuguesas
Portugal apenas sofria 10 pontos no 3º periodo e marcava 18, entrando no derradeiro e decisivo periodo com uma preciosa vantagem de 6 pontos (44-38).
No último quarto, a ansiedade tomava conta das nossas jogadoras que apenas concretizam 4 pontos a 6 minutos do final do jogo e Israel com mais 8 , reduzia a diferença.
Não perdendo o descernimento, e fisicamente mais capazes, Portugal jogava o tudo por tudo para ter uma merecida presença nas meias finais deste Europeu,
A 2 minutos do fim com (55-48) favorável ás Portuguesas, obrigava Israel a parar o jogo. Portugal trocava Inês Faustino por Maria Correia, e só um eclipse nos iria fazer perder o jogo, tal era a confiança das nossas jogadoras.
a 1 minuto do fim, Portugal através de Michelle marcava mais 2 preciosos lances livres, (56-48), e Israel passava 3,09 segundos sem marcar.
O final do jogo era esperado com mais uma grande vitória das Sub-20, (60-54).
Daniela Domingues foi grande ao marcar 12 pontos e ganhando 16 ressaltos, 2 assistências MVP da partida, por parte de Israel, Hadar Gutin com 16 pontos e 8 ressaltos era pouco para o que Israel precisava.
A partir de agora é obrigatório sonhar, e o céu é o limite.

Portugal fica agora á espera do vencedor do Républica Checa vs Bulgária.

Parciais:

14-13; 12-15; 18-10; 16-16.

PORTUGAL 60

Daniela Domingues 12; Joana Cruz; Inês Faustino 4; Michelle Brandao 14; Filipa Bernardeco; Carsidália Silva; Maria Correia 9; Ana Antunes; Maria Andrade 7; Luiana Livulo 12; Sara Oliveira; Telma Fernandes.

ISRAEL 54

Yarden Gutt 2; Bar Galinski 2; Mayan Levy 3; Shira Shecht 3; Hadar Gutin 14; Inbal Yaary; Eloisa Katz 9; Inbar Lev Ron 7; Daniel Hagag 10; Elite Cohen; Dafna Mahler; Adva Krupik

14/07/2011

Ticha em grande na vitória sobre as Stars (84-74)

Grande exibição da Ticha, na vitória sobre as Silver Stars. As Sparks de Ticha estão privadas do contributo de Candance Parker lesionada.


Ticha marcou 18 pontos nos 24 minutos de utilização, conquistou 8 ressaltos, e fez 4 assistências, e 1 roubo de bola.



As Sparks que contam agora com um novo treinador, o pai de Kobe Bryant, o Sr. Joe Bryant. As LA jogam amanhã contra TULSA Shok, prosseguindo assim um lugar no play-off,



Na conferência Oeste as LA Sparks estão em penúltimo lugar com o registo de 5 vitórias e 6 derrotas.

13/07/2011

Vitória das Sub-20 frente à Hungria (67-64)

Um 2º parcial de luxo (24-16), favoravel ás portuguesas, contribuiu em muito para a vitória no final do ultimo jogo da Fase preliminar para as portuguesas, depois de um inicio menos bom, com a Hungria a vencer o 1º periodo por (12-15). Com o resultado a 36 -31, a 2ª parte foi talhada pelo equilibrio a 5,09 uma vantagem de 10 pontos para Portugal (48-38), mas a Hungria teimava em não desistir e volta a equilibrar o jogo para uma diferença de 4 pontos á entrada do derradeiro periodo.
Num periodo impróprio para cardíacos, Portugal apenas permitiu a 8 minutos do final a diferença minima de vantagem, mas nunca permitiu que a Hungria passasse para a frente do marcador, os ultimos minutos e em desespero a Hungria obrigou á paragem do cronometro diversas vezes, obrigando Portugal á pressão dos lances livres, nos quais Michelle conseguiu marcar 2 dos 4 que teve direito.
Desta forma Portugal que muito trabalhou para que a vitória não fugisse, consolida a 2ª posição do grupo, caso a Suécia vença amanhã a Bulgária.
Nas Hungaras Bernardett Balla foi a melhor com 14 pontos e 8 ressaltos.
Maria Andrade com 17 pontos e Daniela Domingues com 16 pontos e 6 ressaltos foram as mais produtivas, e destaque também para Luiana Livulo, 13 pontos e 8 ressaltos, e os 13 pontos de Michelle Brandão.
Portugal marcou 6 triplos marcados em 10 tentados, o que demonstra um bom dia de eficácia. Nos ressaltos a vantagem foi da Hungria, 34 contra 29 das portuguesas.

Parciais:

15-12; 16-24; 15-14; 17-17.

PORTUGAL 67

Daniela Domingues 16; Joana Cruz; Inês Faustino; Michelle Brandao 13; Filipa Bernardeco; Carsidália Silva; Maria Correia 8; Ana Antunes; Maria Andrade 17; Luiana Livulo 13; Sara Oliveira; Telma Fernandes 2.

HUNGRIA 64

Bettina Baksa 7; Flóra Szabó 1; Bettina Szabó; Anna Kováts 10; Kristzina Velkey 12; Bernadett Balla 14; Anna Mansaré 4; Réka Bálint 11; Alma Németh 4; Judit Mányoky.

10/07/2011

Suécia de outra dimensão vence Portugal 67-50

Já não era surpresa nenhuma, as dificuldades que iriamos sentir contra a Suécia, uma equipa que foi Campeã da Europa em Sub-18. embora sonhassemos com a possibilidade de nos bater de igual para igual, e não fosse uma 1ª parte menos conseguida, 23-42 ao intervalo, a Suécia sentia algum conforto para encarar a 2ª parte de outra forma.

Na segunda metade a Suécia garante a diferença de conforto, controlando as ações lusas, e a diferença não baixa cifrando-se entre os 15 e os 20 pontos, chegando ao final em 17 pontos. (67-50).


Portugal perdeuporque permitiu 22 ressaltos ofensivos, perdendo em termos fisicos para uma Suécia de outra dimensão, com Farhiya Abdi, a melhor Sueca a faturar 17 pontos e 8 ressaltos.


Do lado Luso Daniela Domingues 14 pontos e 6 ressaltos foi a melhor.






Parciais:


12-19, 11-23, 14-15, 13-10.

PORTUGAL 50

Daniela Domingues 14; Joana Cruz; Inês Faustino 8; Michelle Brandao 8; Filipa Bernardeco 4; Carsidália Silva; Maria Correia 2; Ana Antunes; Maria Andrade 7; Luiana Livulo 5; Sara Oliveira; Telma Fernandes 2.

SUÉCIA 67


Jenifer Kücükkaya 2; Julia Forsman-Goga 13; Ida Aasa; Tanya Massamba 1; Cleopatra Forsman-Goga 14; Salomé Kabengano 12; Binta Drammeh 9; Sandra Hasahya 3; Frida Fogdemark 3; Farhiya Abdi 17; Julia Vestin; Haiett Neffati 3.




Hoje as Sub-20, jogam ás 21.00 Horas com a Hungria, naquele que pode ser a consolidação do 2º lugar do grupo.

09/07/2011

Nova vitória contra a Bulgária das Sub 20 - 74-49



Segundo dia 2ª vitória, desta vez sobre a Bulgária, por 49-74. Uma entrada no jogo muito forte das portuguesas a fazer um parcial de 24-10, passaram a mensagem que ganhar a Portugal hoje era impossivél, tal a determinação da equipa Portuguesa.
A Bulgária não se entendia com a maior pressão das portuguesas, que conseguiram 11 roubos de bola contra 2 da Bulgária, o que permitia que Portugal marcasse 20 pontos de Turn-overs provocados, enquanto a Bulgária so conseguia 8 pontos de Turn-overs provocados a Portugal.
Ao intervalo 44-25 favorável ás Portuguesas.
Na segunda metade a tendência continuou, embora a Bulgária conseguisse fazer um periodo menos mau, mas recuperar era muito dificil, pois as portuguesas muito motivadas geriam o jogo. a 8.15 do final do jogo 61-41 já adivinhava que a vitória era nossa, e da melhor forma pensando também nos próximos duelos, todas as jogadoras tiveram o seu espaço e todas faturaram fazendo somar o marcador da partida.
O melhor na Bulgaria era a percentagem dos lances livre 87% contra 60% de Portugal,e 8 assistencias contra 6 portuguesas, nos outros parametros estatísticos fomos superiores. Na Bulgária, Tsvetromira Sharenkapova com 15 pontos e 4 ressaltos era a melhor.
Portugal joga amanhã novamente com a Suécia às 12 Horas.

Parciais:
24-10; 20-15; 15-14;15-10.

PORTUGAL 72

Daniela Domingues 5; Joana Cruz 4; Inês Faustino 1; Michelle Brandao 17; Filipa Bernardeco 2; Carsidália Silva 1; Maria Correia 13; Ana Antunes 1; Maria Andrade 9; Luiana Livulo 8; Sara Oliveira 2; Telma Fernandes 11.

BULGÁRIA 49

Violina Kocheva 4; Ana Maria Sarafska; Irena Koleva; Radina Kordova 3; Polina Vasileva 2; Marina Gelova; Tsvetromira Sharenkapova 15; Stela Boneva 2; Ivana Shikileva; Monika Todorova 2; Viktoriya Stoycheva 7; Mariya Svetoslavova 4.

EuroCup Women - AD Vagos e Quinta dos Lombos conhecem adversários



No Sorteio realizado hoje na Sede da FIBA em Freising, ditou que as 31 equipas ficassem divididas em 7 grupos de 4 equipas e um grupo de 3 equipas.

Quinta dos Lombos ficou no Grupo A, acompanhado com o BC Horizon da Bielorussia, o Dinamo de Moscovo, e o Botas Spor da Turquia.

Já o AD Vagos na sua 4ª participação consecutiva, ficou no Grupo C, e vai reencontrar o Nantes de França, um conhecido da época passada, o Dexia Namur da Bélgica que já foi adversário do Olivais em anos anteriores, e também o Optimun Ted de Ankara na Turquia.

A 1ª Jornada terá lugar no dia 3 e 4 de Novembro, com as equipas portuguesas a receber nos seus pavilhões o Botas Spor e Nantes, para Quinta dos Lombos e AD Vagos respectivamente.

08/07/2011

Portugal vence a Macedónia por 72-58

Nada melhor que entrar no Europeu com uma vitória e quando essa é contra a equipa da casa, no jogo de abertura para a nossa Seleção Nacional de Sub-20.
O dominio iniciou-se logo desde o inicio, através de uma defesa pressionante a campo inteiro, provocou muitos turn-overs á seleção da casa, facto esse, bem aproveitado pela Seleção Nacional, a qual conseguiu em ações de contra-ataque marcar 29 pontos contra 3 da Macedónia.
Foi também na área pintada que Portugal conseguiu marcar mais pontos (40 contra 18), da Macedónia, tendo em Luiana Livulo uma incansavél ressaltadora realiazando um duplo-duplo 12 pontos e 10 ressaltos, antes ainda de ser excluida do jogo com 5 faltas.
com 41-30 ao intervalo, Portugal soube travar a reação da Macedónia, conseguindo da mesma forma vencer todos os periodos, embora na 2ª parte essa diferença fosse menor, (15-14;16-14), o que permitiu vencer o jogo de forma categórica.
A dupla Daniela Domingues e Michelle Brandão fizeram o que quizeram, não havendo do outro lado nenhum antidoto para as parar, 18 pontos, 4 ressaltos e 2 assistências para Michelle, e 13 pontos, 8 ressaltos e 3 assistências para Daniela, mostram bem a superioridade das duas jogadoras exteriores Nacionais.

Do outro lado Andzelika Mitrasinovik foi a mais inconformada com 13 pontos, bem acompanhada por Sara Radenkovic com 10 pontos e Lefterija Temelkova também com 10.

Portugal foi melhor na luta das tabelas com 41 ressaltos contra 35 da Macedónia, e também nos lançamentos e 2 pontos 48% contra 35 do adversário.

No outro jogo do grupo a Bulgária perdeu com a Hungria por 73-58. A Suécia folgou.



Portugal defronta hoje ás 14.30 a equipa da Bulgária, no qual se espera um forte duelo, enquanto a Suécia defronta a Hungria.

Parciais:
20-16; 21-14; 15-14; 16-14

PORTUGAL 72

Daniela Domingues 13; Joana Cruz; Inês Faustino 2; Michelle Brandao 18; Filipa Bernardeco Carsidália Silva; Maria Correia 13; Ana Antunes; Maria Andrade 8; Luiana Livulo 12; Sara Oliveira; Telma Fernandes 6.

MACEDÓNIA 58

Vanesa Vasilevska 7; Arin Agic 8; Martina Petkoska; Nena Trajchevska; Emilija Krstanoska 2; Sanja Radenkovik 10; Andzelika Mitrasinovik 13; Ivana Kmetovska; Angjela Davitkova; Aleksandra Ivanova; Lefterija Temelkova 10; Aleksandra Stojanovska 8.

Seleção Sub-20 inicia hoje o Europeu

A seguir á Seleção Sénior, é agora a vez das Sub-20 realizarem o Europeu, levando na bagagem muita ambição, de trabalharem para conseguir uma boa classificação, melhorar até aquela que na época passada foi a melhor classificação de sempre, 4º lugar no escalão de Sub-20 feito conseguido na cidade de Kavadarci na Macedónia.
Desta vez também na Macedónia, mas agora na cidade de Ohrid, conhecida pelo seu grande Lago Orhid, e pelas suas 365 igrejas, tantas como os dias do ano.
A nossa Seleção, irá jogar sobre um clima quente (cerca de 30º), embora mais ameno do que aquele que encontraram o ano passado, com temperaturas a rondar os 40º.
Com estas condições, as nossas jogadoras estão concerteza preparadas para já amanhã defrontar a equipa da casa ás 19.00 horas.
Portugal vai encontar neste primeiro grupo preliminar, além da Macedónia, a Bulgária, Hungria e Suécia.
A preparação foi normal, depois de um mini-estágio em Calvão, a equipa esteve em Rio Maior e na Cruz Quebrada, onde realizou 2 jogos de preparação com a Holanda, e também com a Seleção Sénior e Sub-18. O velho problema de se ter pouca competição internacional para preparação de um Europeu, apenas o possivel, em altura de crise de meios.
Em suma, também o grupo dispõe de muitas jogadoras além de jogarem em Campeonatos e equipas competitivas, já acumulam muita experiência internacional.

Ficamos então a aguardar e a acompanhar pelo site da FIBA, a prestação da nossa Seleção, á qual desejamos a melhor sorte, que com toda a ambição, talento e espirito de luta, irão ter sucesso.

A seleção é constituida por:

Ana Antunes - AD Vagos
Carcidália Silva - Olivais FC
Daniela Domingues - AD Vagos
Filipa Bernardeco - GDEMAM
Inês Faustino - AD Vagos
Joana Cruz - Académico FC
Luiana Livulo - GDESSA
Maria João Andrade - Olivais FC
Maria João Correia - CAB Madeira
Michelle Brandão - Olivais FC
Sara Oliveira - STAC (EUA)
Telma Fernandes - GDESSA

Dirigente: José Tolentino
Seleccionador: Eugénio Rodrigues
Treinador-Adjunto: José Araújo
Secretário-Técnico: Nuno Manaia
Fisioterapeuta: Sofia Silva
Árbitro: Paulo Marques