31/03/2010

Campeonites nos Escalões de Formação

Todos nós acompanhamos por dentro ou por fora os quadros competitivos regidos pelas Associações e Federação, desde o inicio de cada época mediante as calendarizações para as provas as equipas entram numa competição ou mais, tendo em conta a progressão das jogadoras, e o desenvolvimento das equipas e sua evolução.
As competições mais ou menos equilibradas, procuram niveis de equilibrio dentro dos escalões mais baixos, e ao longo da época a preparação especifica e alguma especialização de procesos dos grupos de trabalho visam o resultado rápido, de forma a vencer jogos, tentando sempre o melhor lugar nas tabelas classificativas.
Como treinamos, em quem treinamos, ultrapassa por vezes aquilo que deve ser mais sensato ou o mais adequado, às jogadoras que recebemos, atendendo ao nivel ou ao desnivel técnico dentro do proprio grupo de trabalho.
Intensidades, ritmos de trabalho passam a ser 2º ou 3º factor, ou aquele que menos acontece ou solicitado nas diversas sessões de treino.
A frase que "jogamos conforme treinamos" começa a abranger um sem numero de processos e de preparação do resultado para hoje ou para o próximo jogo. Ausente começa a ficar a preocupação e a prespectiva, e o trabalho em prol da jogadora alcançar potencial para jogar no melhor campeonato sénior, se possivel ainda antes de atingir a idade do escalão.
Somos abrangidos pelas campeonites criadas pelos próprios treinadores e os demais, que nem reparamos no facto de estarmos em competições de 2.os, 3os e por vezes 4os nivéis. A importância dos resultados delas ultrapassa aquilo que deviamos trabalhar, ou mesmo individualizar, tendo em conta um objectivo de evolução técnica mais longo e não imediato.
Transmite-se um clima de avaliação áquilo que os senhores de cinzento apitam ou não, bem ou mal, ou mesmo aquele colaborador que fez o favor de arbitrar porque não havia árbitros nomeados, protestamos e envolvemos os pais que também passam a grandes conhecedores das regras, e deixamos de avaliar aquilo que ensinámos, aquilo que temos de corrigir, o detalhe que temos de trabalhar mais, e repetir vezes sem fim para que a jogadora melhore até nas coisas que menos bem sabe fazer, há um relaxe em relação às intensidades e aos ritmos, e somos absovidos por uma campeonite sem razão, e de objetivos deturpados.
Estaremos no bom caminho?
Para pensarmos!!!

TERTÚLIA DO BASQUETEBOL FEMININO COM GUILHERME VOS


Foi á mesa do Restaurante o Grémio em Vagos, que se juntaram alguns treinadores de Basquetebol Feminino e partilharam alguns testemunhos com Guilherme Vos, treinador do Rio de Janeiro de visita ao nosso país.
Neste salutar encontro esteve também presente o novo Seleccionador Nacional de Séniores Ricardo Vasconcelos.
Trocaram-se experiências, análises ao estado actual do Basquete Feminino, comparámos realidades, num estado do Brasil que o investimento no Basquetebol Feminino é muito pouco, pois S. Paulo abranje tudo, e as condições de trabalho para os técnicos por vezes é bem pior do que aquela que temos por cá.
Por alguma coisa, a grande população brasileira provoca um grande nº de praticantes da modalidade e fazem o Brasil a 4ª potência Mundial do Basquetebol Feminino, ranking esse, onde Portugal nem aparece.

Aqui fica a foto para a prosperidade

29/03/2010

Ultimas

- OLIVAIS GANHA A TAÇA DE PORTUGAL NA FINAL AO BOA VIAGEM

- RICARDO VASCONCELOS É O NOVO SELECCIONADOR NACIONAL

- PLAY-OFFS DA LIGA JÁ NA PRÓXIMA SEMANA

- MICAELENSE LIDERA A 1ª DIVISÃO

- CPN E GALITOS SÃO OS DO NORTE NA FASE FINAL NACIONAL DA 2º DIVISÃO

12/03/2010

Taça de Portugal - Finalistas de 2009 defrontam-se na 1/2 Final

Ficou a ser conhecido ontem na Sede da Federação, os jogos que se irão disputar no Sábado dia 27 de Março, que darão acesso á tão desejada Final de Domingo.
Os finalistas do ano passado defrontam-se agora na 1ª 1/2 Final, às 15.00 horas. assim Olivais e Vagos serão os primeiros a entrar em cena no placo da Final Four, organizada que será pela Associação de Braga em conjunto com o Basquete de Barcelos.
A 2ª meia final às 17.00 horas, Boa Viagem e Algés, uns históricos também nestas andanças de pontos altos do Basquetebol Feminino, irão assegurar também um bom jogo.
Assim muita ilusão e vontade de ganhar estará presente nas quatro equipas presentes, as quais tiveram precursos diferentes até esta Final Four.

08/03/2010

1ª Divisão - Resultados

Surpresa ou não foi a derrota do lider Sintra que perdeu em Santarém, assim o União Micaelense que tem menos um jogo aproveitou esse deslize para ir ganhar na Gafanha. Num jogo também muito equilibrado, o Colegio de Calvão perdeu em casa frente ao Académico do Porto.
Em queda livre continua o Torres Novas que foi a Ovar marcar 37 pontos, impróprio para uma equipa com grandes ambições, no inicio da época.

Resultados:

Gafanha 55-61 União Micaelense (jogo em atraso)
Marítimo 48-51 Coimbrões
Santarém 66-59 ADESintra
Colégio Calvão 53-58 Académico FC
Ovarense 43 - 37 Torres Novas
Lousada AC 35-50 Gafanha

CLASSIFICAÇÃO

1º ADESintra 28
2º União Micaelense 26
3º Colégio Calvão 26
4º Torres Novas 25
5º Académico FC 24
6º Ovarense 21
7º SC Coimbrões 20
8º Gafanha 20
9º Lousada AC 20
10º Santarém Basket 20
11º Marítimo 16

Liga Feminina - Jornada 18

A duas jornadas do final da fase regular, a deslocação dos lideres Olivais e Vagos tinham grande grau de dificuldade, face aos adversários que defrontavam. No sábado o Vagos foi ganhar ao Barreiro num jogo equilibrado, mas com uma entrada melhor do Vagos, que desde o inicio liderou o marcador.
Mariana Alves numa tarde fantástica 3 triplos na partida, 15 pontos no final, a comandar as tarefas ofensivas da sua equipa, criava muitos problemas ao conjunto de Nuno Manaia. O intervalo chegava com uma vantagem de 8 pontos para a equipa vaguense (24-32). Na 2ª metade o GDESSA optou por defender zona, o Vagos conseguia no entanto adaptar-se á forma do GDESSA defender e nao claudicou.
No jogo interior do Vagos, Clarissa voltou a conquistar 21 ressaltos 18 pontos, decisivos para o desfecho do encontro, enquanto Rachel Roberts do lado do GDESSA foi a melhor com 19 pontos.

Em Angra o Olivais foi surpreendido pela prestação de Chevon Keith do Boa Viagem com 32 pontos (4 em 4 nos lançamentos de 3 pontos) e 9 ressaltos, que numa tarde endiabrada causou muitos estragos na 2ª metade depois de um empate a 29 pontos no final da 1ª parte. Também Marinela Muxiri com 14 pontos, 8 ressaltos, fez esquecer a lesionada Ana Sousa a contas com uma lesão no calcanhar direito, já a algumas semanas.
No Olivais Player com 23 pontos 8 ressaltos, Crutcher 14 pontos, 6 ressaltos, foram insuficientes para no 4º periodo anular o maior ascendente da equipa da casa. Com um parcial de 28-19 no ultimo periodo, desfez o equilibrio do jogo.
Em Algés o CAB perdeu, num jogo muito equilibrado, e na luta pelo ultimo lugar de acesso ao play-off o União conseguiu uma importante vitória em Carcavelos. Barcelos teve direito a folga.


RESULTADOS:

GDESSA 54-65 Vagos
Qta dos Lombos 66 - 71 U. da Madeira
Boa Viagem 70 - 60 Olivais
Algés 65 - 59 CAB

CLASSIFICAÇÃO ACTUAL


1º Vagos
2º Olivais
3º CAB
4º Boa Viagem
5º GDESSA
6º Algés
7º B. de Barcelos
8º U. da Madeira
9º Qta. dos Lombos

01/03/2010

Como o Basquetebol mudou a vida de uma jovem



Um grande exemplo de como o Basquetebol mudou a vida de uma jovem brasileira sendo agora jogadora de seleção Brasileira.
LAYANA SOUZA
Fonte: Blog do Berto

Taça de Portugal - De Évora para Barcelos


Se na época passada as equipas presentes na Final Four em Évora foram, Algés, Boa Viagem, Olivais e Vagos, esta época o que muda apenas é o local, Barcelos será a cidade nortenha a receber o evento, já que as equipas apuradas são exactamente as mesmas, faltando saber os confrontos das duas meias finais de Sábado dia 27 de Março.
A eliminatória realizada hoje ditou que novamente, Algés, Boa Viagem, Olivais e Vagos ganhassem o passaporte para Barcelos ou seja para a Final Four.

Em Carcavelos o Algés venceu ao Quinta dos Lombos, enquanto o Boa Viagem conseguiu a 1ª vitória do época frente ao GDESSA no Barreiro.

Olivais recebeu e venceu o CAB Madeira por uma margem muito confortavél em jogo dominado desde o inicio.

Vagos não fez mais que a sua obrigação, deslocando-se á equipa do Coimbrões da 1ª Divisão, vencendo por numeros expressivos.


Resultados 1/4 Final:


Quinta dos Lombos 51 - Algés 56

GDESSA 46 - Boa Viagem 59

Olivais 76 - CAB Madeira 50

Coimbrões 46 - Vagos 103


FINAL FOUR 26,27,28 de Março - Local - BARCELOS

Algés, Boa Viagem, Olivais, e Vagos.