30/12/2009

O Basquetebol do "palácio do gelo"!!!

Já há muito tempo que não apanhavamos um jornal Nacional com duas páginas a falar de Basquetebol. Hoje é dia de comemoração, já que a edição do Jornal Record de hoje, vem a entrevista do nosso Presidente da Federação, Sr. Mário Saldanha.

Congratulo o reconhecimento do Sr. Presidente face aos clubes portugueses e únicos participantes na Europa, CAB, Olivais e Vagos. que com muito esforço e sem quaisquer apoio governamental "excepção do CAB" ou apoio federativo, aventuram-se por essa Europa fora.

À muito que falamos e discutimos questões relacionadas com a organização dos jogos, promoção e divulgação, tentando arrastar mais adeptos para a modalidade e assim mais sponsorização. Andamos esquecidos é da outra parte, o que é que oferecemos ás pessoas, quando não dispomos na maioria de instalações adequadas ás necessidades e ao possivél conforto para quem se desloca aos pavilhões.

"Fazemos" grandes obras, apareceram nos ultimos 20 anos novos pavilhões, mas há palcos que continuam a ser os mesmos, e com o rigor dos invernos, cada vez se torna mais dificil suportar temperaturas minimas para a realização dos jogos e dos treinos, já que a época é disputada quase toda ela no Outono e Inverno. Como vamos então convencer pessoas que até gostam de basquetebol a sair do conforto dos seus lares para se enfiarem 2 horas ou mais num "frigorifico"?

Temos necessidade de obrigar quem gere as instalações de tornar o espaço da competição mais agradável, onde seja apetecivél visitar porque é confortavél, e é munido de algumas ofertas que vale a pena as pessoas deslocarem-se lá.

Será que antes da organização dos jogos não devemos trabalhar por aqui? o que se está á espera para aquecer os pavilhões, os quais alguns são insuportáveis para a prática da modalidade.
Na Competição Europeia a FIBA obriga a existência no espaço do jogo á temperatura de 16 graus minima para a realização do mesmo, e não existe nenhum pavilhão sem aquecimento, espaços alguns pequenos, mas muito agradaveis, com cor e confortáveis para quem vai assistir. Alguns até com serviço de Katering personalizado e de qualidade.
Este é o primeiro passo para uma melhor organização, pequenas coisas que são bastante grandes,
aquecimento, mudar as cadeiras, ou acrescentar onde não as há. Espaço de convivio "Bar/Restaurante com condições, decoração do espaço do jogo. Audio e video de qualidade.

Trabalhar nisto não me parece dificil. Com tempo poderemos conquistar pequenas coisas, e aí sim, vamos ser melhores nas organizações das competições.

24/12/2009

EuroCup Women Segue sem equipas portuguesas

Depois da fase de grupos disputada por Vagos, Olivais e CAB Madeira, a Taça da Europa segue com os 16 avos de Final, com o calendário abaixo. Eliminatórias a duas mãos a 6 e 7 de Janeiro e 2ª mão a 13 e 14 também de Janeiro, os vencedores passam á fase seguinte da prova.

Muito disputados que foram os jogos das fases de grupos, com o Vagos e Olivais a chegarem ao ultimo jogo com hipoteses de seguirem em frente na prova (a disputar o 3º lugar do grupo), e com o CAB depois de ter tido jogos equilibrados, finalmente a conseguir a 1ª vitória frente ás Eslovacas do Ruzomberok.

Balanço francamente positivo em mais esta corajosa participação das equipas lusas, confrontando-se com estruturas 100 % profissionais e com orçamentos, alguns 10 vezes superiores aos portugueses.
De perto estaremos atentos á próxima eliminatória do da EuroCup Women, percebendo também a prestação das equipas que fizeram parte dos grupos das equipas portuguesas. Como tal Montepellier do grupo do CAB terá pela frente as Russas do Spartak de Noginsk, enquanto Lemminkainen da lituania também adversário do CAB tem de jogar com o Györ, equipa vencedora do grupo do Vagos.
Por sua vez Gran Canaria que jogou com Olivais defronta o Sibenik da Croácia, e o Namur que também foi adversário do Olivais vai medir forças com o Saarlouis da Alemanha.


Estaremos atentos então aos resultados da competição que agora juntas as duas zonas geográficas da europa, onde as equipas do leste terão mais "obrigações" de seguir em frente na prova.

Calendário dos 16 avos de Final:

Lattes Montpellier (FRA) vs Spartak M.O. Noginsk (RUS)

Dynamo Moscow (RUS) vs Sdent Sierre Basket (SUI)

Gran Canaria (ESP) vs Jolly JBS Sibenik (CRO)

KK Hemofarm Stada (SRB) vs Zeljeznicar NLB (BIH)

USO Mondeville (FRA) vs Baschet ICIM Arad (ROU)

Seat Lami-Ved Györ (HUN) vs Lemminkainen Klaipeda (LTU)

SONY Athinaikos (GRE) vs ZKK Medvescak (CRO)

Mann Filter Zaragoza (ESP) vs LMK Sepsi SF. Gheorghe (ROU)

Nadezhda (RUS) vs Hatis Yerevan (ARM)

Dynamo-NPU Kiev (UKR) vs Energa Torun (POL)

Dynamo Kursk (RUS) vs Besiktas JK Cola Turka (TUR)

CCC Polkowice (POL) vs Botas Spor (TUR)

TV Saarlouis Royals (GER) vs Dexia W Namur (BEL)

Municipal Targoviste (ROU) vs MBK Ruzomberok (SVK)

Ibiza Sport Island (ESP) vs BC Dnipro (UKR)

Dunav Econt Ruse (BUL) vs K.V.Imperial AEL (CYP)

23/12/2009

10ª Jornada da Liga Feminina

Quinta dos Lombos 57 - AD Vagos 80
União da Madeira 67 -CAB Madeira 85
Algés 56 -Olivais 66
Boa Viagem 69 - Basquete Barcelos 58

NEWSLETTER LIGA FEMININA Nº 6































Ficha Técnica:

Estatísticas
Luís José Veiga
luize72@gmail.com

Desenho e Textos
Jaime Carvalho e Silva
jaimecs@netcabo.pt

14/12/2009

Vitórias caseiras dominaram a dupla jornada da Liga

A Liga voltou este fim de semana com dupla jornada para a maioria das equipas. Na Madeira as equipas da casa receberam Algés e Quinta dos Lombos, enquanto Boa Viagem deslocou-se ao Continente, e visitou Vagos e Olivais, assim como a equipa do GDESSA.
Barcelos teve a direito à sua folga.

Em Coimbra, o Olivais conseguiu levar de vencidos os dois jogos, com o GDESSA no sábado a dar grande réplica, sendo sempre o jogo aberto. Ao intervalo o Olivais perdia por 5 pontos (30-35), mas logo rectificou o diferencial repondo uma igualdade á entrada do decisivo periodo (49-49). No final o Olivais foi mais eficaz vencendo por 2 pontos de diferença, onde Jasmin e Crutcher estiveram no seu melhor com 19 e 21 pontos marcados respectivamente. Na equipa de Nuno Manaia, Rachel com 14 pontos foi a mais valiosa.

No Domingo com a visita do Boa Viagem que vinha de uma importante vitória em Vagos, tornava a tarefa também dificil, e o Boa Viagem dominou os primeiros 3 periodos, mas um último parcial de 14-4, ditou o desfecho do jogo favorável ao Olivais,
e o Boa Viagem termina vencido por 60-54.
Na Madeira CAB nao teve dificuldades em bater o estreante Quinta dos Lombos, (86-42), assim como o Algés foi mais forte frente ao União da Madeira (59-77). Nestes jogos Algés e CAB geriram os seus planteis, já que no dia a seguir defrontavam-se, proporcionando um agradavel jogo, disputado até ao ultimo segundo. A vitória acabaria por sorrir á equipa da casa, embora fosse dominado por diferenças minimas no final dos parciais, e o Algés ainda fizesse o último lançamento triplo que empatava a partida, através de Ana Coelho mas sem sucesso, antes disso Maria Correia colocava o CAB a vencer por 3 pontos de diferença. Sultra esteve imparavél com 24 pontos, assim como Joana Araújo 14. No CAB Maria Correia 14, e Carla Freitas 16, foram as melhores.

No Caniço, o União jogava cartada importante por receber o Quinta dos Lombos, o qual não se fez de rogado e venceu a equipa da casa por (69-74). A grande prestação de Silvia Lopes 26 pontos, e a americana Ifeoma 25, foi insuficiente depois de estarem a dominar o marcador nos primeiros 3 periodos, o Quinta dos Lombos faz o ultimo parcial (12-22), e conquista assim a sua primeira vitória na Liga 2009/2010. Felicité foi fantástica ao conseguir 17 pontos, tantos como Danielle, e Gattuso com 19.

Em Vagos a equipa da casa recebeu e perdeu com o Boa Viagem (61-66), depois de ter dominado a primeira parte saíndo para o intervalo a vencer pela diferença de 15 pontos, (42-27). A segunda metade foi muito diferente, o Vagos acusou o jogo a meio da semana na Suiça, e realizou a pior 2ª parte da época, permitindo ao Boa Viagem acreditar, e recuperar e passando para a frente a 1,30 do final. Uma 2ª parte com (19-39) favorável á equipa açoreana, explica o ecatombo da equipa da casa, que assim perdeu o seu primeiro encontro na época, a nivel interno. A tripla Shannon, Shevon, e Ana Sousa todas com 17 pontos, atestou a eficacia das insulares, No Vagos Clarissa com 18, Iza com 14 e Mariana com 10, foram insuficientes para travar o Boa Viagem.

No Domingo, fez com que o GDESSA paga-se a factura dos 20 minutos péssimos do dia anterior, e se se pensava que o cenário se iria repetir, todos se enganaram. Depois de uma primeira parte a vencer por 6 pontos (35-29), o Vagos continuou a aumentar essa vantagem no 3º periodo, obrigando o GDESSA a marcar apenas 6 pontos contra 19 das amarelas. No derradeiro periodo a equipa do Barreiro, sem ter atirado a toalha ao chão, alterou o seu sistema defensivo para uma zona 1/2 campo muito pressionante, tentando mudar o rumo dos acontecimentos, encurtando até a distância, embora o Vagos sereno conseguisse gerir a vantagem que só uma vez foi a 9 pontos de diferença. Clarissa Iza com 24, foram as melhores, do lado do GDESSA Djassi 16 e Larisse 17 foram as mais eficazes.

Resultados

7ª Jornada:

Olivais Coimbra 66 -64 GDESSA
União da Madeira 59 - 77 Algés
CAB Madeira 86 - 42 Quinta dos Lombos
AD Vagos 61 - 66 Boa Viagem

8ª jornada:

União da Madeira 69 - 74 Quinta dos Lombos
CAB Madeira 66 - 63 Algés
AD Vagos 75 - 63 GDESSA
Olivais 60-54 Boa Viagem
Folgou o Basquete Barcelos.

10/12/2009

EUROCUP WOMEN - As equipas portuguesas perdem fora

Mais uma jornada da EuroCup Women com dificeis deslocações para as equipas Portuguesas, unicas nas provas da FIBA. Olivais e Vagos jogavam o 2º jogo contra as equipas que já tinham vencido na primeira ronda. Por sua vez o CAB Madeira, que por pouco não ganhou ao Lemminkainen na Madeira (69-67), foi á Lituânia com esperança na bagagem de vencer o seu primeiro jogo do grupo C.


Tal não foi possivél, pois sem contar com Carla Freitas, a tarefa seria muito dificil, numa noite em que Milieskiene, a base da equipa Lituana, numa noite inspirada (23 pontos) esteve imparavel, abravando assim ao CAB mais uma derrota.

O Olivais num jogo sempre equilibrado não conseguiu ter engenho para minimizar Mirna Mazic (26 pontos,20 Ressaltos), jogo em que Player por parte das portuguesas fez 27 pontos.



O Vagos na deslocação à Suiça, entrou mal no jogo com um periodo de apenas 7 pontos marcados contra 18 do Sierre, e andou sempre atrás do resultado. o Sierre com Ofélia no seu melhor, jogava tudo por tudo para atingirem aquela que foi a primeira vitória na prova.

Para a semana as equipas portuguesas jogam nos seus recintos, aquela que será a ultima jornada dos grupos. Olivais recebe o Dexia Namur na 4ª feira ás 20.30H, enquanto Vagos e CAB recebem na 5ª feira, as Hungaras do Gyor e as Eslovacas do Ruzomberok, 20.30H e 20.15H respectivamente.

RESULTADOS:

ZKK MEDVESCAK 85

Iva Meznaric 13 ; Petra Peric 2 ; Irena Cuncic; 17 Mirna Mazic 26; Romana Music; Antonija Salopek; Valentina Kraljev; Ana Cacic 13; Sonja Brkljaca; Ivana Tikvic; Ana-Marija Begic; Iva Badanjak 14.

OLIVAIS 72

Ana Castro; Ana Rodrigues; Danyel Crutcher 19; Michelle Brandao 6; Maria Andrade; Jhasmin Player 27; Filipa de Freitas; Ana Fonseca 4; Sofia Silva 16; Patricia Jesus.

SDENT SIERRE 69

Lia Volpe, Emilie Raboud 1, Flora Cochand, Ildikó Szakács 11, Evgeniya Teplyashina 6,Rhona McKenzie 17, Tina Moen 6, Diana Razmaite 2, Alke Dietel, Ofelia Villarroel 26.

VAGOS 46

Clarissa Santos 4; Ana Teixeira 6; Mariana Alves 8; Joana Lopes 5; Inês Faustino 9; Izabela Morais 13; Ana Antunes; Nanci Barbosa; Sara Ressurreição; Carla Silva 1.


LEMMINKAINEN 77

Gabriele Gutkauskaite 2;Marina Solopova 15; Inesa Visgaudaite; Lina Pikciute 6; Rita Milieskiene 23; Egle Zygelyte; Monika Grigalauskyte; Sandra Baliutaviciute 9 ; Gintare Mazionyte 3; Egle Siksniute 9; Irma Raugaite 10.

CAB MADEIRA 61

Catarina Caldeira; Marcy Goncalves 5; Gilda Correia 4; Carla Relva 3; Marta Bravo 2; Maria Correia 17; Carla Freitas ; Carolina Escorcio 2; Candice Champion 19; Kaitlin Sowinski 9.